Notícias Cotrisoja

Fique por dentro do que acontece no mercado agrícola regional, nacional e internacional

18/10
Venda de sêmen da raça angus quase triplicou nos últimos anos

Venda de sêmen da raça angus quase triplicou nos últimos anos

Nos últimos anos, a venda de sêmen do gado da raça angus cresceu no Brasil. A raça angus nasceu na Escócia e pode ter pelagem preta ou vermelha. O Rio Grande do Sul concetra boa parte dos criadores de elite.

Em Pelotas, o fazendeiro Joaquim Melo faz a seleção e melhoramento genético de angus. Ele explica que a precocidade e a qualidade da carne fizeram com que o “sangue angus” se espalhasse pelo país: “A carne é muito gostosa porque tem o marmoreio, que a gordura que quando aquecida derrete”.

Joaquim tem cinco touros em centrais de inseminação e em quatro anos vendeu cerca de 240 mil doses de sêmen. Em seis anos, o comércio de sêmen da raça angus passou de pouco mais de 1,3 milhões de doses para 3,7 milhões de doses. Segundo levantamento da Associação Brasileira de Inseminação Artificial mostrou que de todo o sêmen de raça de corte vendido no Brasil, 53% são da raça angus.

O grande mercado comprador de sêmen de angus está no Mato Grosso do Sul, onde é usado em cruzamento com gados da raça nelore. Os gados desse cruzamento se adaptam bem ao clima local e são dóceis.

Os cruzados, como são chamados os bois que trazem a mistura de angus com nelore, são precoces e ganham peso rápido. O tempo de abate destes animais é reduzido em até quatro meses em relação a outras raças.

Além de econômico, o gado cruzado também vende com preço maior por ter o “sangue angus”.

Fonte: G1