Notícias Cotrisoja

Fique por dentro do que acontece no mercado agrícola regional, nacional e internacional

05/06
Soja trabalha com estabilidade na Bolsa de Chicago nesta 3ª feira e se ajusta após últimas baixas

Soja trabalha com estabilidade na Bolsa de Chicago nesta 3ª feira e se ajusta após últimas baixas

Depois de perder quase 20 pontos no pregão de ontem, os futuros da soja negociados na Bolsa de Chicago trabalham com estabilidade nesta terça-feira (5). Embora com variações bastante tímidas, as cotações têm testado os dois lados da tabela nesta manhã. Perto de 8h45 (horário de Brasília), os vencimentos mais negociados recuavam entre 0,50 e 1 ponto, com o julho/18 valendo US$ 10,01 por bushel.

O mercado internacional de grãos consegue tomar um fôlego após a sessão anterior, mesmo com novos dados que mostram um bom avanço e as boas condições da nova safra norte-americana reportados pelo USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos) nesta segunda-feira (4).

Na semana, a área semeada com a oleaginosa passou de 77% para 87% até o último domingo (3) eficou acima dos 81% do ano passado e dos 75% da média plurianual.

O relatório informa ainda as lavouras que já germinaram passaram de 47% para 68% na última semana, contra 55% de 2017 e 52% da média dos últimos anos. Além disso, mostrou também que 75% das lavouras de soja estão em boas ou excelentes condições, 21% em situação regular e 4% em condições ruins ou muito ruins.

No entanto, analistas afirmam que os traders seguem muito atentos à questão da nova safra norte-americana, uma vez que o período mais crítico e determinante para a soja e seu rendimento ainda não chegou. Até este momento, porém, ainda não há ameaças que possam comprometer essa primeira fase das lavouras.

Ainda no radar dos participantes do mercado seguem as preocupações com as disputas comerciais entre China e EUA, a movimentação dos fundos e do dólar, principalmente no exterior.

 

Tags: Soja
Por: Carla Mendes
Fonte: Notícias Agrícolas