Notícias Cotrisoja

Fique por dentro do que acontece no mercado agrícola regional, nacional e internacional

12/09
Soja tem oscilações tímidas nesta manhã de 3ª feira em Chicago à espera do relatório do USDA

Soja tem oscilações tímidas nesta manhã de 3ª feira em Chicago à espera do relatório do USDA

Os futuros da soja negociados na Bolsa de Chicago nesta terça-feira (12) operam com oscilações tímidas e leves baixas antes da divulgação dos novos números do USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos). Por volta de 7h50 (horário de Brasília), as cotações perdiam pouco mais de 2 pontos entre as posições mais negociadas, com o novembro/17 valendo US$ 9,57 por bushel.

As expectativas maiores para o boletim deste ano estão sobre os números de produtividade, já que eles surpreenderam de forma bastante agressiva no mês passado, vindo bem acima do que se esperava.

O rendimento projetado para a oleaginosa americana é menor do que o observado em agosto e, de acordo com as expectativas do mercado, poderia ficar entre 53,4 e 56,47 sacas por hectare, com média de 55,22 e frente as 56,02 sacas do boletim anterior.

“O USDA trouxe 49,4 (56,02 sacas por hectare) bushels por acre em agosto, com pesquisas por telefone todos se surpreenderam. Na sequência, vieram inúmeros crop tours mostrando números entre 48,5 (55 scs/ha) e 49 bushels por acre (55,57), incluindo o Crop Tour Pro Farmer, que é um dos mais tradicionais e confiáveis dos EUA. Isso só mostra o quanto o trabalho do USDA é sério e o quanto são criteriosos em sua pesquisas. E esses números de setembro são os primeiros como o USDA em campo”, explica o consultor da Terra Agronegócios, Ênio Fernandes.

Os novos números saem às 13h (horário de Brasília). Atenção também aos estoques finais, lembrando que esse reporte de setembro não traz ainda a finalização dos dados da safra 2016/17.

“Ainda não temos os números completos de exportações, usdo de milho para a produção de etanol, esmagamento de soja e mais alguns dados. Teremos que esperar até 29 de setembro no boletim de estoques trimestrais no dia 1º do mesmo mês para conhecermos os estoques reais. E então, o USDA deve incorporar essas informações no boletim de 12 de outubro”, explica o analista de mercado Rich Nelson, da Allendale.

E apesar de o dia ter seu foco principal no boletim do departamento americano, o mercado também não desgruda os olhos do cenário financeiro e, principalmente, do andamento do dólar. O dolar index, na manhã desta terça, subia 0,11% para chegar voltar aos 92,03 pontos, já que nos últimos dias havia perdido esse patamar.Os traders ainda acompanham também a conclusão da nova safra dos Estados Unidos e, no reporte semanal de acompanhamento de safras divulgado no final da tarde de ontem pelo USDA, o índice de lavouras de soja em boas ou excelentes condições caiu 1 ponto percentual para 60%.

Por: Carla Mendes
Fonte: Notícias Agrícolas