Notícias Cotrisoja

Fique por dentro do que acontece no mercado agrícola regional, nacional e internacional

10/06
Soja caminha de lado nesta manhã de 4ª feira em Chicago à espera de novos números do USDA

Soja caminha de lado nesta manhã de 4ª feira em Chicago à espera de novos números do USDA

Os futuros da soja negociados na Bolsa de Chicago operam com estabilidade na manhã desta quarta-feira (10). Apesar de contar com alguns fundamentos climáticos positivos, o dia é de novo boletim mensal de oferta e demanda do USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos) e à espera desses novos números o mercado caminha de lado.

As expectativas são de uma redução nos estoques finais das safras 2014/15 e 2015/16 de soja dos Estados Unidos, segundo explicam analistas, e as informações são aguardas com ansiedades. Paralelamente, segue o foco no clima norte-americano e no desenvolvimento da nova temporada que ainda sofre com um excesso de chuvas em importantes regiões produtoras do Corn Belt

Expectativas USDA

As projeções indicam uma redução nos estoques finais de soja da safra 2014/15 dos Estados Unidos e a média das expectativas – que variam de 9,8 a 8,22 milhões de toneladas – é de 9,3 milhões. Em maio, esse número veio em 9,53 milhões de toneladas.

Para os números dos estoques finais mundiais de soja também se projeta um número menor. A média das expectativas é de 86 milhões de toneladas, contra 85,5 milhões do boletim de maio do USDA. Os números variam entre 84,2 e 87,5 milhões de toneladas.

Os traders apostam ainda em uma redução dos estoques finais da nova safra de soja dos EUA. A média esperada é de 13,2 milhões de toneladas, contra as 13,6 milhões reportas em maio, e com as expectativas variando entre 11,78 milhões e 13,88 milhões de toneladas.

No quadro mundial dos estoques finais poucas mudanças são aguardadas. Para a soja, a média esperada é de 96,3 milhões de toneladas, com números variando de 90,3 a 98 milhões de toneladas. Em maio, a estimativa foi de 96,2 milhões de toneladas.

Fonte: Notícias Agrícolas