Notícias Cotrisoja

Fique por dentro do que acontece no mercado agrícola regional, nacional e internacional

03/02
Segurança nas férias

Segurança nas férias

Chegou o verão, e depois de um ano inteiro de dedicação ao trabalho e aos estudos nada melhor do que as merecidas férias. Nesta época, muitas pessoas decidem aproveitar os dias de recesso com tranquilidade, viajando com a família e amigos. Porém, é importante tomar alguns cuidados em relação à segurança para evitar problemas e acontecimentos não planejados.

O setor de Segurança do Trabalho da Cotrisoja traz orientações para quem vai pegar a estrada e para que as férias tão esperadas não se transformem em dores de cabeça.

A primeira dica que é considerada importantíssima é a realização prévia de uma relação de contatos de emergência para que, em caso de uma situação indesejada, saber para quem solicitar ajuda ou assistência. Alguns desses contatos:

– 190 – Polícia Militar;
– 191 – Polícia Rodoviária Federal;
– 192 – SAMU (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência);
– 193 – Bombeiros;

As próximas dicas têm influência direta ao motorista do veículo, que deve assumir uma postura defensiva, tornando possível a redução do número de acidentes, ou pelo menos alivia suas consequências. Direção Defensiva é uma questão de atitude: um aprendizado e prática contínuos que exigem autocrítica e determinação, conscientização e persistência. Somente assim pode-se ampliar o nível de segurança.

O motorista precisa conduzir o veículo e não dirigir, por que dirigir é ter o poder de governar, de dar direção, e conduzir é ter a capacidade para ser condutor, transportando e levando em segurança seus passageiros. O condutor precisa manter a calma. Enquanto estiver calmo, ele consegue perceber claramente tudo o que acontece à sua volta. Outras recomendações para o condutor:

– evitar o estresse, não dirigindo com sono, cansado, com fome;
– jamais conduzir um veículo sob efeito de álcool;
– não fazer o uso de celular enquanto estiver dirigindo;
– possuir um kit de primeiros socorros no veículo;
– usar o cinto de segurança e cobrar dos demais passageiros o mesmo. Ele é o “salva-vidas” do trânsito. Deve ser usado mesmo em pequenos percursos;
– ter um comportamento de cortesia para com os outros condutores e pedestres, demonstrando educação no trânsito;
– possuir documentação do carro e CNH em mãos;
– realizar manutenção prévia do veículo;
– respeitar as sinalizações de trânsito, não ultrapassando os limites de velocidades das vias;
– manter uma distância segura do veículo da frente;
– evitar ultrapassagens quando não houver segurança;
– atenção redobrada em dias de chuva;
– sinalizar a via em caso de situações de emergência. Fazer o uso do triângulo do veículo, galhos e outros materiais que estiverem à disposição e que não possam proporcionar um novo acidente. É importante sinalizar nas duas vias e com um número de passos respectivos ao limite de velocidade da via. E, em caso de chuva, noite ou outras situações, deve-se dobrar essa distância.
– não fumar próximo ao local de abastecimento do veículo;

Estatísticas dos acidentes com vítimas fatais no Rio Grande do Sul em 2014, segundo o Detran:

– 1822 – total de acidentes de trânsito com vítimas fatais;
– 2023 – total de vítimas fatais;
– 3094 – total de veículos envolvidos;

No geral, deve-se obedecer aos avisos de segurança e às sinalizações, tanto aquelas colocadas no sentido horizontal (placas) quanto àquelas existentes no sentido vertical (frases, palavras e faixas), além das orientações sonoras. Mesmo nos momentos de férias e lazer precisamos seguir o que nos é ensinado para cultura da prevenção de acidentes e doenças.

Tiago Luiz Rodrigues – Técnico de Segurança do Trabalho Cotrisoja.