Notícias Cotrisoja

Fique por dentro do que acontece no mercado agrícola regional, nacional e internacional

27/06
Protagonista da própria história

Protagonista da própria história

Frutas, leite, ovos, cana-de-açúcar e muito amor: matérias primas que a associada Janice Horbach Nicolodi tem de sobra e que utiliza no preparo de diversos produtos coloniais. O trabalho iniciado há mais de 15 anos rende bons frutos e os artigos dessa quituteira de mão cheia, são muito procurados na região.

Isso começou por intermédio do convite que recebemos para participar das tendinhas rurais. Iniciei sozinha porque na época a Bárbara, minha filha, estudava. Com o tempo ela foi se especializando e eu, me aperfeiçoando junto. O docinho de leite, por exemplo, ela aprendeu no curdo de Técnico Agrícola. Atualmente, a Bárbara é casada, tem uma filhinha de 01 ano e mora na Várzea, mas sempre que podem vem me ajudar.”

Janice é casada com Telmo. Com eles moram ainda dois filhos e a nora. A propriedade familiar fica na localidade de Santa Clara do Ingaí, interior do município de XV de novembro, onde a produção leiteira é a atividade principal. A associada conta que já era cliente da Cotrisoja antes mesmo da Cooperativa vir para a localidade. “Sempre compramos as rações da Cotrisoja que são da melhor qualidade e isso ajuda a manter um padrão e ainda aumenta a nossa lucratividade.”

É na propriedade também que Janice encontra os principais ingredientes para a fabricação de compotas, doces de leite, chimias, pães, bolachas, cucas, queijos, etc. “Temos a desnatadeira manual, tiramos a nata e dessa forma também temos a manteiga, que é a matéria-prima para a produção de bolachas e cucas. Ter a matéria prima em casa torna tudo mais viável. Também temos ovos, leite, frutas e a cana-de-açúcar, então a única coisa que preciso comprar fora é a farinha.”

Janice conta que os produtos são comercializados em feiras na região, mas que não dispensa as redes sociais como aliadas na hora de divulgar os produtos e alavancar as vendas. “Os produtos são vendidos aqui na tendinha de Santa Clara e a cada 14 dias disponibilizamos nas tentas rurais que ficam na praça de XV de Novembro. Minha filha posta fotos no faceboock e por lá também são feitas encomendas. Na maioria das vezes em menos de uma hora já vendemos tudo só pelas redes sociais.”

Satisfeita com o resultado de sua produção, Janice conta que se sente feliz em realizar esse tipo de trabalho. “Claro que com esse dinheirinho ajudo nas pequenas despesas da casa, mas é com ele também que faço minhas viagens, vou à prais, à Piratuba. Faço tudo com muito amo e entusiasmo. Claro que se alguém precisar vou dispor, a quantia está ali, mas esse posso dizer que é meu. O dinheiro conquistado com esse trabalho, para mim tem outro sabor.”