Notícias Cotrisoja

Fique por dentro do que acontece no mercado agrícola regional, nacional e internacional

22/07
Produção de forragens de alta qualidade

Produção de forragens de alta qualidade

A COTRISOJA através da sua responsilibiliade com a atividade leiteira e com seus associados, vem desenvolvendo um trabalho focado na produção de forragens de alta qualidade, com o comprometimento dos técnicos no acompanhamento e planejamento de várias culturas, entre elas o Trigo Lenox e Trigo Energix ,descrito no texto.
A produção de forragens de alta qualidade está baseada num tripé:
– Genética superior: É preciso utilizar variedade que tenha alto potencial produtivo e com qualidade para maximizar a produtividade de uma área de terra plantada;
– Adubação: Este é fator determinante para o sucesso, pois quando queremos produzir no mínimo 9 toneladas de matéria seca por há é preciso fazer uma adubação condizente com a estimativa de produção da forragem;
– Manejo adequado: O manejo é tão importante quanto a definição da genética e da adubação, pois é ele quem determina a quantidade, qualidade e longevidade de uma forrageira.
A Cotrisoja trabalhou com dois produtos da Biotrigo:
Trigo Lenox
Este é um trigo que veio para preencher uma janela de produção de pastagens que é muito deficiente no período, saída do verão e entrada no outono. Com uma genética importada da Romênia este material teve uma adaptação excepcional aqui no RS, pois entrega o que há de melhor em termos de produção de pastagem e produz folhas do início ao final do ciclo.
Mesmo sendo um ano anormal em função da estiagem o Trigo Lenox foi plantado no cedo e já está produzindo muito alimento para os animais. A recomendação de plantio do mesmo é em meados de março e vai até final de junho, período em que ele irá entregar o máximo possível em termos de produção e qualidade.
Alguns fatores o destaca em relação a outros materiais:
– Possibilidade plantio no cedo, entressafra de pastagens que vai de março a maio;
– Tolerante ao calor e a doenças;
– Alto teor de PB (Proteína Bruta), podendo chegar a 26%;
– Excelente resposta a Nitrogênio com capacidade para produzir até 100 KG/MS/Ha/dia;
– Rebrote rápido, retorno em média de 15 dias;
– Ciclo longo, chegando a final de outubro com alta produção de folhas no final do ciclo;
– Alta qualidade da fibra.

Trigo Energix
O Trigo Energix é um material destinado a produção de silagem, pré-secado ou feno, um produto melhorado a partir do Trigo Tbio Energia onde conseguiu-se aumentar teor de amido, qualidade de fibra, aumento nos dias da janela de corte além de diminuir o ciclo do mesmo, em média 10 dias a colheita da silagem comparado ao Tbio Energia I.
O material é muito bom e surge como uma ótima opção na produção de silagem de inverno, período em que muitas áreas estão ociosas e podem ser melhor aproveitadas na produção de alimentos, além de melhorar a qualidade do material ensilado, comparada com as de aveia, ainda apresenta outras vantagens:
• Libera-se uma maior área no verão (safra normal) para produção de grão.
• O produtor que possui seu sistema de produção à pasto os ganhos vão além do melhor aproveitamento das áreas da propriedade. as pastagens serão melhor aproveitadas, pois alonga-se o ciclo e consequentemente o tempo de pastejo, isto é perfeitamente possível, reduzindo assim o custo por unidade de Kg de MS produzida;
• Nos sistemas de produção confinados, free stall ou compost barn os benefícios são ainda maiores:
• Fechamento de dieta com um maior potencial para produção de leite. A silagem de trigo possui alto teor de proteína e amido, além de baixo FDN o que possibilita um maior consumo de alimento pelos animais;
• Substituição do feno pela silagem de trigo. Este item interfere em dois fatores, redução no trabalho da propriedade, pois o feno precisa ser picado antes de ser fornecido aos animais, além de não haver necessidade de aquisição de equipamento para tal finalidade e redução no custo por Kg/MS.
• Saúde ruminal será alcançada com maior facilidade, mesmo para altas produtividades, pois o amido não virá somente do milho;
Há uma enorme diferença em termos de qualidade entre a silagem de trigo quando comparada com as de aveia e azevém. As principais são:
• A silagem de aveia ou azevém é realizada num estágio em que a qualidade do material não se compara com a de trigo, na maioria dos casos a aveia está na fase final de maturação, ou seja, seca ou então é feito uma dessecação da mesma para que ocorra perda de umidade e assim poder realizar o processo de ensilagem, enquanto que a de trigo é colhida com o mesmo aparentando estar verde, mas com alto teor de matéria seca;
• A utilização de azevém ou aveia no processo de ensilagem baseia-se principalmente num objetivo que é o de fornecer fibra efetiva ao animal, enquanto que com trigo será fornecido também proteína e energia com baixo FDN;
• A compactação da silagem de trigo é muito melhor comparada com as outras silagens de inverno, isto resulta em uma qualidade de fermentação muito superior, mantendo qualidade bromatológica do material ensilado.
O Trigo Energix surge como uma ótima solução para as propriedades que trabalham com gado, sejam elas de leite ou carne, pois alia vários fatores positivos, como os que foram descritos acima além de um baixo custo de produção.
Neste ano estes materiais já viraram realidade entre muitos associados, pois ao verem os resultados do trabalho iniciado na unidade de Quinze de Novembro perceberam que é possível melhorar a produção de forragens, seja ela via pastagem ou silagem.
Vejam a quantidade de proteína e amido produzido por há utilizando o Trigo Lenox e Energix.

Conclusões em relação aos dados acima:
– Utilizou-se uma média de produtividade de MS/há, PB e amido dos produtos;
– É possível produzir o equivalente a 5.556 Kg de farelo de soja em apenas 1 há de Trigo Lenox, isto considerando uma PB média de 25% de PB, com preço em média de R$ 2,00 ao kg (dia 18/05) o valor equivalente chega a R$ 11.112,00 por há considerando apenas a PB da pastagem;
– Com o Trigo Energix produz-se o equivalente a 2.200 kg de farelo de soja e 2250 kg de milho grão, totalizando um valor equivalente a R$ 5.937,50 (preços do dia 18/05) considerando apenas a PB e o amido
– Além de considerar os valores relativos de PB e amido, ainda temos uma qualidade de fibra acima da média nos dois materiais detalhados.
CONSIDERAÇÕES FINAIS:
“Buscamos parcerias que pudessem nos auxiliar e fomos felizes ao encontrar pessoas e empresas comprometidas e encaixada nos ideais da COTRISOJA neste projeto. Iniciamos com um grupo pequeno de associados, mas já pensando grande, ou seja, queremos que este projeto chegue na propriedade de todos os associados e que isto resulte em menor custo e maior produção de leite na propriedade. Quem estiver interessado procure um de nossos colegas para conhecer melhor o projeto e os produtos utilizados.”