Notícias Cotrisoja

Fique por dentro do que acontece no mercado agrícola regional, nacional e internacional

Plantio de milho segue em ritmo acelerado na região de abrangência da Cotrisoja

Segundo dados da Companhia Nacional de Abastecimento, dentre os cereais cultivados no Brasil, o milho é o mais expressivo, com cerca de 54,37 milhões de toneladas de grãos produzidos, em uma área de aproximadamente 12,93 milhões de hectares, referentes a duas safras: normal e safrinha. Os últimos dados da CONAB indicam que em 2015 a produção brasileira de milho está atingindo novo recorde. O estimado até aqui são 84,3 milhões de toneladas, 5,3% a mais que o produzido na safra passada, ou seja, um adicional de 140% sobre os 35 milhões de toneladas colhidos 10 anos atrás, na safra 2004/2005.

Consultores explicam que o país plantou mais e está colhendo volume maior do que previa, em consequência, a exportação pode atingir 26 milhões de toneladas, volume próximo do recorde de 2012/13. Esta expansão se concentrou integralmente na produção da segunda safra. Ou seja: enquanto a produção da primeira safra aumentou cerca de 11% (pouco mais de 1% ao ano, podendo-se dizer que, hoje, se encontra em retração), a segunda safra – ainda identificada como “safrinha”, mas digna de ser chamada de “safrona” – aumentou 600% (de menos de 8 milhões/t para perto de 54 milhões/t em 2015, incremento superior a 20% ao ano).

A cultura do milho, por sua versatilidade, adapta-se a diferentes sistemas de produção. Devido à grande produção de fitomassa de alta relação C/N, a cultura é fundamental em programas de rotação e sucessão de culturas em Sistemas de Plantio Direto envolvendo ou não Sistemas de Produção de Integração Lavoura-Pecuária. Embora apresente alto potencial de produção, comprovado nos concursos de produtividade e por agricultores que utilizam alto nível tecnológico, o rendimento de milho, no Brasil, ainda é muito baixo. Levando, ainda, em consideração a qualidade e o potencial da semente de milho disponível, com predominância dos híbridos simples, verifica-se que é fundamental um aperfeiçoamento dos sistemas de produção para que esses materiais possam expressar ao máximo seu potencial genético, alcançando altas produtividades em sistema de produção sustentáveis.

De acordo com o Coordenado do Departamento Técnico Agrícola da Cotrisoja, Gerson Kuffel, a boa produtividade depende do empenho do produtor em parceria com o Técnico. “Estamos todos apreensivos, pois, iniciamos mais um plantio de milho na região. Alguns cuidados são extremamente necessários para que o empenho do agricultor resulte em ótima produtividade e baixo custo. A semeadura deve ocorrer em condições ideais, sendo este o principal fator no momento. Com os tratos culturas já realizados até o momento, dessecação, sementes, tratamento de sementes, regulagem da plantadeira e aplicação de fertilizantes em alguns casos, iniciamos o plantio. Devemos ter o cuidado para não errar, o plantio deve ser realizado com temperatura do solo acima de 18 graus, e que o solo esteja sem muita umidade para evitar a presença de leivas de terra(formação de torrão). A profundidade também é um fator importante, este está ligado à umidade do solo, e para finalizar, realização uma boa regulagem da plantadeira se faz necessário. Com a experiência do produtor aliada ao conhecimento do consultor técnico, teremos sucesso certamente.”