Notícias Cotrisoja

Fique por dentro do que acontece no mercado agrícola regional, nacional e internacional

02/10
FecoAgro/RS realiza Fórum de Mercados e Tendências – O Agronegócio e o Cooperativismo

FecoAgro/RS realiza Fórum de Mercados e Tendências – O Agronegócio e o Cooperativismo

A Federação das Cooperativas Agropecuárias do Estado do Rio Grande do Sul (FecoAgro/RS), com o apoio do Sistema Ocergs-Sescoop/RS, realizou no dia 26 de setembro, em Lajeado, o Fórum de Mercados e Tendências – O Agronegócio e o Cooperativismo. Dirigentes e técnicos das cooperativas assistiram a palestras dos especialistas em inovação digital, Martha Gabriel e em mercados e tendências, André Pessoa, e ainda, receberam a devolutiva do Programa de Autogestão das Cooperativas Agropecuárias, em palestra ministrada pelo superintendente técnico-operacional do Sistema Ocergs-Sescoop/RS, Gerson Lauermann. Estiveram no evento representando a Cooperativa Cotrisoja, o Presidente Gilberto Seibel, vice-presidente Carlos Nienow e o diretor comercial Tiago Seibel.

O presidente da FecoAgro/RS, Paulo Pires, ressaltou que um dos objetivos principais do  encontro foi a discussão do Programa de Autogestão, com ênfase nos avanços conquistados até o momento, de forma transparente e proativa, e também de traçar os próximos passos rumo à consolidação do setor agropecuário cooperativista, sempre em busca da harmonia e convergência dos interesses das cooperativas associadas.

O presidente do Sistema Ocergs-Sescoop/RS, Vergilio Perius, enfatizou a importância do ramo Agropecuário e a relevância das cooperativas para a economia gaúcha, ressaltando que o Vale do Taquari, que sediou o Fórum, é um dos vales mais prósperos do País em relação ao número de associados de cooperativas. O presidente destacou ainda o trabalho do Sistema Ocergs-Sescoop/RS em relação aos projetos em andamento, em especial o Programa de Autogestão das Cooperativas Agropecuárias, que terá um papel fundamental no futuro do cooperativismo do Rio Grande do Sul e que está sendo implementado em parceria com a FecoAgro/RS. Perius concluiu com a questão do Planejamento Estratégico das cooperativas agropecuárias, que está em tratativas entre a organização cooperativa e a federação para a implementação de um trabalho conjunto.

Transformação Digital no Agronegócio

A especialista em tecnologias e influenciadora digital, Martha Gabriel, falou sobre a Transformação Digital no Agronegócio. Com exemplos do mercado, trouxe uma reflexão sobre as transformações que as tecnologias vêm trazendo para a sociedade e, especialmente, para o mundo dos negócios. Lembrou aos participantes que a tecnologia nunca é neutra e sempre traz coisas boas e coisas ruins, quer o público use ou não. Reforçou também que o digital está transformando a sociedade, o nosso corpo, o nosso cérebro. “O ser humano é o que é, devido a estas transformações. A tecnologia vai mudando a gente”, salientou.

Autogestão

O superintendente técnico-operacional do Sistema Ocergs-Sescoop/RS, Gerson Lauermann, apresentou os números parciais do Programa de Autogestão das Cooperativas Agropecuárias, realizado pelo Sistema Ocergs-Sescoop/RS em parceria com a FecoAgro/RS. Na oportunidade,

foram entregues também os resultados das devolutivas para 27 cooperativas participantes do programa de Autogestão, e ressaltado que a ferramenta de autogestão das cooperativas agropecuárias é de fundamental importância para a boa gestão das cooperativas, e que seus benefícios econômicos e financeiros para o sistema serão evidenciados com clareza e transparência.

Mercado e Tendências para soja e milho

Diferentemente de riscos climáticos ou de mercado, onde o produtor pode prever, se planejar e se proteger, as incertezas no País, como o cenário eleitoral, a guerra comercial entre China e Estados Unidos e a polêmica da tabela do frete, criam um cenário dos mais difíceis dos últimos tempos para o produtor. A avaliação é do consultor da Agroconsult, André Pessoa, que participou do Fórum. O especialista comparou este início de safra com uma estrada, que não está ruim, mas que a viagem começará com muita neblina. Sobre as eleições, disse que a polarização entre dois extremos ainda trará uma tensão na expectativa até a definição do resultado final. Já em relação à tabela do frete, Pessoa salientou que até a colheita se chegará a uma solução, mas não se sabe ainda se terá um tabelamento valendo e qual vai ser. Já da guerra comercial Estados Unidos e China, o consultor ressaltou: “Esta briga pode acabar amanhã ou daqui a dez anos. Mas quando mudar pode causar um terremoto no mercado”.

Com números da consultoria, Pessoa lembrou que na safra passada o Brasil exportou 49 milhões de toneladas para os chineses ante os 37 milhões de toneladas dos Estados Unidos. Se calculados os últimos 12 meses, o quadro é de 58 milhões de toneladas dos brasileiros e 30 milhões de toneladas dos americanos. A perspectiva, de acordo com o especialista da Agroconsult, é de que o Brasil pode alcançar até 80 milhões de toneladas devido à decisão do governo chinês de taxar em 25% a importação da soja dos americanos.

Com informações da AgroEffective