Notícias Cotrisoja

Fique por dentro do que acontece no mercado agrícola regional, nacional e internacional

21/06
Empreendedoras rurais. Dedicação e amor para uma receita de sucesso

Empreendedoras rurais. Dedicação e amor para uma receita de sucesso

Você sabe o significado de capeletti? A massa foi desenvolvida no século 12, no norte da Itália. Recebeu este nome porque o seu formato se parecia com os chapéus medievais, em italiano, “capellos”. Capeletti, então, significa um “pequeno chapéu”.

Celestina Ghillioni, residente em Linha São Pedro, Tapera, destaca que é filha de pai de origem alemã e de mãe brasileira. Quando casou com Ivando Luis Ghillioni, de origem italiana, veio morar em Linha São Pedro. O casal tem dois filhos: Jordana e Juliano.

Porém, um pouco de curiosidade, bastante vontade de aprender e atitude para praticar e ter um ganho extra, com o decorrer do tempo, provocaram o surgimento da indústria caseira de produção da massa e também de bolachas caseiras

No início, ajudava a sogra no preparo apenas para o consumo da família. Participando ativamente da vida da comunidade e dos eventos, Noite do Filó, Ricordi e outros, foi aprendendo mais. Participou de curso de culinária, depois produzindo para o consumo familiar e, mais tarde, foi ampliando aos poucos a produção. Inicialmente, os familiares e os vizinhos foram os primeiros clientes do capeletti e assim foi sendo divulgado esse prato de origem italiana, mas que reúne diferentes idiomas e etnias, principalmente nos dias frios.

Celestina também realiza as demais tarefas domésticas e fornece bolachas para a merenda escolar. No início, a nona tinha a ajuda da nora. Agora a nona é a auxiliar acompanhada da filha Jordana, que estuda Agronomia em Cruz Alta, quando ela está em casa.

Para a produção dos capeletti, a família tem a maioria dos ingredientes: ovos, leite e carne. Compra o queijo e a farinha. A receita? “A gente vai descobrindo e acrescentando ingredientes e temperos para melhorar e uma pitadinha de criatividade. Mas a receita ideal de qualquer atividade e produto é aquele em que se coloca amor naquilo que se faz. Gosto de fazer os produtos com o meu próprio tempero.” Isso já está acontecendo há mais de 10 anos e está trazendo retorno financeiro para a família. “Quando casei não conhecia capeletti. E você vê: agora estou produzindo e ganhando meu dinheirinho porque acreditei na possibilidade. Sucesso é resultado de trabalho. Não se deve ter medo de investir porque se está vivendo no interior. As mulheres podem e devem ser também empreendedoras rurais. Temos condições para isso”.

PÁG 26 E 27 DSCF9386 (2)

PÁG 26 E 27 DSCF9386 (3)