Notícias Cotrisoja

Fique por dentro do que acontece no mercado agrícola regional, nacional e internacional

“A cultura da soja tem potencial para mais de 140 sacas por hectare”

Foi com os olhos brilhando que o produtor de Guarapuava/PR, Marcos Seitz, ouviu seu nome sendo divulgado como ganhador do Desafio Nacional de Máxima Produtividade de Soja, promovido pelo Comitê Estratégico de Soja Brasil (CESB). É a quarta vez que o produtor participa do concurso e a segunda vez que leva o prêmio. A primeira foi na safra de 2012/13, com 110,5 sacas por hectare. Nesta edição do desafio, o paranaense de 25 anos bateu a marca de 149,08 sacas por hectare em 10 ha. “É uma felicidade enorme, o prêmio mostra que o trabalho que realizamos há muitos anos está dando frutos! Que estamos no caminho certo.”

O Comitê Estratégico Soja Brasil existe há nove anos. É uma entidade sem fins lucrativos, formado por profissionais e pesquisadores de diversas áreas, unidos para trabalhar estratégias em prol da sojicultura nacional. Seu maior produto é o Desafio de Máxima Produtividade. Estes participantes pretendem alcançar e ultrapassar a meta de 80 sacas por hectare. O presidente do CESB, Luiz Nery Ribas, explica que essa premiação é um reconhecimento da entidade aos produtores por todo empenho e comprometimento. “O papel do CESB é provocativo. Provoca o produtor a mostrar que a cultura da soja tem seu potencial pra mais de 140 sacas por hectare”.

Conforme a Embrapa, o Brasil é o segundo maior produtor mundial de soja, atrás apenas dos EUA. Na safra 2015/2016, a cultura ocupou uma área de 33,17 milhões de hectares, o que totalizou uma produção de 95,63 milhões de toneladas. A produtividade média da soja brasileira foi de 2.882 kg por hectare. Isso se confirma através de eventos como o do Desafio de Nacional de Máxima Produtividade de Soja que teve em sua primeira edição apenas 140 inscritos e neste ano superou os 5 mil inscritos.

O presidente do CESB acredita que o agronegócio tem sido o sustento do país em sua balança comercial. “As informações de máxima produtividade, conhecimentos e boas práticas agronômicas trazem o resultado para que o produtor tenha uma condição de viabilidade na sua atividade, de sustentabilidade social econômica e ambiental”, explica Nery.

O produtor mato-grossense Elton Zanella ficou campeão da região centro-oeste pela segunda vez. Para ele, receber esse prêmio é como se fosse o ‘Oscar’ da agricultura. “É muito importante para nós porque incentiva o produtor a buscar informação, correr atrás. Ano passado eu participei e colhi cem sacas. Saí daqui me perguntando o que fazer para o próximo ano colher 120 sacas. E está aqui o resultado”. Para o próximo concurso, Zanella vai trabalhar para ver o que pode ser melhorado em sua produtividade.

O campeão nacional do concurso, Marcos Seitz, explica que tudo está relacionado à atenção na estrutura física e química do solo e tratamento fitossanitário. Mas o ingrediente principal de todo esse sucesso ele revela: “amor pelo que se faz”!

A próxima edição do Desafio Nacional de Máxima Produtividade de Soja, será na safra 2017/2018. Produtores de todo o Brasil podem participar.

“A cultura da soja tem potencial para mais de 140 sacas por hectare” – Destaque Rural

Redação Destaque Rural