Notícias Cotrisoja

Fique por dentro do que acontece no mercado agrícola regional, nacional e internacional

11/01
Cotrisoja: Presença marcante na família do associado

Cotrisoja: Presença marcante na família do associado

DSCF8022

A família sempre trabalhou na agricultura, produzindo alimentos. Eram quatro irmãos mais o pai que inicialmente entregavam a produção em outra empresa. “Não tínhamos onde deixar a produção” e com o surgimento da Cotrisoja passaram a entregar os produtos para a Cooperativa.

“A Cotrisoja é um apoio que a gente tem. Se a gente precisa de alguma coisa, um produto ou até mesmo alguma informação, pode ir até lá que o pessoal te orienta sobre o que é melhor”, disse Aroni Leopoldo Schumann, associado desde o início das atividades da Cooperativa.

Ele se associou em 06 de abril de 1968 depois de auxiliar na escavação e na construção das primeiras moegas da unidade de Tapera. Ele conta que associados formavam grupos de trabalho para auxiliar na construção de moegas, silos e armazéns, retratando a dificuldade inicial para oferecer infraestrutura adequada para depositar/receber a produção entregue pelo associado.

Nos anos de 1970 eles (a família) plantavam trigo em Fontoura Xavier, mas a produção não deixava de ser entregue na Cotrisoja.

Aroni sempre participou ativamente das ações da Cooperativa, entregando sempre a produção na Cooperativa, mesmo nos momentos mais difíceis porque acreditava e confiava que a Cooperativa ia dar a volta por cima, em jogos e em todas as edições da Campanha Seja Mais Cotrisoja. E diz que “a questão do bônus nem sempre é valorizada pelos associados no momento, mas depois se transforma em um ganho a mais, é um produto a mais que o associado leva para a propriedade”.

“Para quem ainda tem dúvidas sobre se associar ou não à Cotrisoja, eu afirmo e recomendo: a Cotrisoja é um bom negócio, uma empresa séria e transparente. O que iríamos fazer se não existisse a Cooperativa”?

A esposa Olira também faz parte da Cooperativa e auxilia a construir a história da família. “Mesmo sofrendo, no período difícil, meu marido não se afastou da Cotrisoja. E ainda bem, porque hoje ela melhorou bastante”.

No ano passado, Olira foi uma das contempladas para viajar ao Rio de Janeiro. Segundo depoimento do marido, “a esposa só conta vantagem da viagem realizada”. A esposa, por sua vez, diz que “foi a maior alegria para ela. Se não fosse a Cotrisoja não teria tido a oportunidade de realizar uma viagem dessas. Foi uma experiência que eu nunca tive e aprendi muito”.

Ela destaca um valor familiar dizendo que “hoje os homens escutam mais as mulheres. Antigamente não era assim”, destacando a importância da opinião da mulher na família e na sociedade.

DSCF8035