Notícias Cotrisoja

Fique por dentro do que acontece no mercado agrícola regional, nacional e internacional

08/07
Controle de Plantas Daninhas nos Cultivos de Inverno

Controle de Plantas Daninhas nos Cultivos de Inverno

Estamos concluindo a semeadura das Culturas de Inverno na região de atuação da COTRISOJA, dentre os principais cultivos estão: Trigo, Cevada, Aveia-branca, Aveia-preta e Canola, sendo o Trigo a cultura que observamos ter um aumento significativo de área nesta safra, com crescimento acima de 25% em relação à safra 2019.

Dentre as principais práticas de manejo durante o ciclo destas culturas, está o Controle de Plantas Daninhas, importantíssimo, pois protege a cultura de gastar energia competindo por nutrientes, luz e água, o que poderá interferir significativamente na produtividade final da lavoura e também no estabelecimento da cultura sucessora à de inverno.

Podemos dividir as Plantas Daninhas em dois grandes grupos, Folhas Largas e Folhas Estreitas, sendo as principais ocorrentes e problemas em nossa região: buvas, azevém, aveia-guaxa e capins.

O Departamento Técnico da COTRISOJA recomenda que o controle de plantas daninhas seja antecipado com um manejo eficiente de dessecação, antes da implantação da lavoura de inverno. Isto podemos fazer aplicando Glifosato + Graminicida 20 a 15 dias antes do plantio, e em sequência se necessário, efetuando nova aplicação de herbicidas de contato (Paraquat ou Glufosinato) na véspera da semeadura, pois com esta prática conseguiremos implantar a cultura com as plantas daninhas emergidas, já controladas. Além de evitarmos a mato-competição inicial, com esta prática bem feita, reduziremos custos futuros com novos controles.

Depois de a lavoura estar implantada, poderá ocorrer novo fluxo de germinação de plantas daninhas e/ou ainda ficar sobras da dessecação, sendo necessário novo controle, agora em Pós-emergência da cultura. Neste caso devemos atentar para alguns pontos importantes, como herbicidas seletivos à cultura implantada, dose de acordo com a finalidade que se deseja, estágio de desenvolvimento da cultura e também da planta daninha, temperatura, luminosidade, vento e umidade do solo no momento da aplicação.

Nas culturas de Aveias, Canola e Cevada temos menos opções de herbicidas pós-emergentes seletivos à estas culturas, sendo impressindível uma dessecação bem feita antes da semeadura da lavoura.

Para a cultura do Trigo temos um pouco mais de opções de herbicidas para controlar plantas daninhas em pós-emergência, tanto para folhas largas quanto para folhas estreitas.

O Departamento Técnico da COTRISOJA está preparado para a melhor orientação em cada situação que o Produtor precisar. A Cooperativa dispõe de linha completa de herbicidas tanto dessecantes quanto seletivos (Pré e Pós-emergentes) para as diferentes culturas e situações das lavouras de inverno.